Pular para o conteúdo principal

Código fonte de antivírus da Kaspersky vaza na internet

Informação foi roubada por um ex-funcionário em 2007.
Empresa diz que não há risco para os usuários do software.

Altieres Rohr Especial para o G1  
Código é antigo e foi modificado em versões novas, segundo a empresa russa de antivírus
Código é antigo e foi modificado em versões
novas, segundo a empresa russa de antivírus
O código fonte do que parece ser uma versão beta do Kaspersky Anti-Virus 8.0 (2009) está disponível na internet em diversos sites de torrents. Para sites russos, a empresa de Moscou confirmou que o código foi obtido por um ex-funcionário. Ele foi condenado a três anos de prisão por roubo de propriedade intelectual.
O vazamento foi noticiado em abril de 2009. O código estaria disponível para a venda no mercado negro, mas não havia confirmação se o código era legítimo. Agora, o programa da Kaspersky circula livremente pelos sites e redes de trocas de arquivos.
A Kaspersky disse ao site russo CNews que o arquivo vazado realmente contém uma “um fragmento de uma versão obsoleta do mecanismo antivírus, que desde então foi bastante modificado e atualizado”. Criminosos teriam dificuldade em descobrir algo, já que o antivírus teria mudado muito.
A empresa ainda informou que a distribuição aberta e gratuita do código teria iniciado em novembro de 2010 dentro de algumas comunidades criminosas fechadas. Depois, foi colocado em um site de hospedagem gratuita. Agora, circula por sites de torrents.
Consultado pela CNews, um especialista de uma distribuidora da ESET, fabricante do antivírus NOD32, afirmou que o maior dano seria à reputação da Kaspersky, por ser uma empresa que lida com segurança.
Em outubro, um site mantido pela Kaspersky sofreu uma invasão e distribuiu códigos maliciosos a seus visitantes.
A Kaspersky não é a única empresa conhecida a ter seu código fonte vazado. Em 2004, trechos dos códigos do Windows 2000 e do Windows NT4 também foram colocados na internet.

Extraído do site: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2011/01/codigo-fonte-de-antivirus-da-kaspersky-vaza-na-internet.html

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 10 ameaças de segurança para 2011

Top 10 ameaças de segurança para 2011

 Dos dez principais ameaças de segurança para 2011, alguns deles até mesmo fazer o bem informado e técnicos mentes fracas nos joelhos. Já este ano, a ameaça número um foi identificado. Pela primeira vez na história da internet, os hackers podem comprar uma cópia registrada de um kit de Malware sofisticados para 99,00 dólares, mas mais sobre essa ameaça abaixo. Em nenhuma ordem particular, estes são os outros nove principais ameaças à segurança para 2011:
O Malware Toolkit: Este Kit Malware inclui todas as ferramentas necessárias para criar e atualizar o malware, bem como assumir o controle de um computador host, além de atualizações e-mail e suporte do produto. Por que isso é como a ameaça? Porque não são necessárias habilidades de codificação, os usuários simplesmente precisam dominar as opções do programa clicáveis e são apresentadas com uma web baseada em Linux exploit usando a mais recente tecnologia de botnets, pronto para implantar.
hacker…

Fraude migra de cartão para web

Pagamento: 'Internet banking' responde por 22% dos prejuízos com crimes eletrônicos
Adriana Cotias | De São Paulo "Prezado Cliente,
Por motivos de segurança comunicamos a todos os clientes que, visando barrar o constante aumento de fraudes A Central de Atendimento BB e no Internet Banking BB será obrigatório realizar o Recadastramento da senha de 4 Dígitos. Caso não efetue o recadastramento com urgência, o acesso via Caixas-Eletrônicos, Atendimento por Telefone e Internet-Banking será suspenso. Utilize o link abaixo para efetuar o Recadastramento. Lembre-se, a Caixa Econômica Federal não se responsabilizará por danos sofridos, caso o recadastramento não seja feito. Caixa.gov.br 2011 - Todos os direitos reservados." (sic). É neste mau português que mensagens falsas inundam a caixa postal eletrônica do consumidor brasileiro. Apesar do léxico torto e dos alertas constantes das instituições financeiras - e, neste caso, até da assinatura trocada -, a percepção dos executivos d…