sábado, 29 de janeiro de 2011

Férias para o seu e-mail: botnet deixa de enviar 44 bilhões de spams

Por IDG News Service
Publicada em 06 de janeiro de 2011 às 11h33
Atualizada em 06 de janeiro de 2011 às 11h36

Resultado melhorou índices de mensagens indesejadas monitorados desde o final de dezembro, diz Symantec.

A conhecida botnet Rustock, responsável por aproximadamente metade de todos os spams enviados em 2010, diminui repentinamente o seu ritmo após o Natal, de acordo com a companhia de segurança Symantec.
Como 40% dos spams mundiais são enviados por esta única rede de computadores-zumbis (botnet) infectada pelo vírus Rustock, o resultado levou a uma queda substancial na quantidade de mensagens monitoradas.
“Normalmente, seriam enviados cerca de 44,1 bilhões de spams por dia, mas o volume caiu para cerca de 500 milhões desde 25 de dezembro", comentou a companhia.
“Talvez seja apenas temporário. De fato, ainda não há nada que explique está redução”, declarou o analista sênior da Symantec Hosted Services, Paul Wood.
Entretanto, Wood observou que o fato pode ter alguma relação com o fechamento do site SPAMIT em outubro, já que a página promovia o envio de spams populares.
Para aumentar ainda mais o mistério, outras botnets também diminuíram o ritmo de suas atividades, caso das botnet Lethic, desde de 28 de dezembro, e Xarvester, desde 31 de dezembro.
Esta não é a primeira vez que a Rustock apresenta comportamento irregular. Nos últimos anos, chegou a longos períodos de silêncio antes de retornar com um volume ainda maior de spams. "A botnet também parece influenciar outras ações indevidas na web, como a fraude de clique", completou Woods.
"No momento, não há explicação sobre o motivo dessas botnets pararem de enviar spams. Será que os responsáveis de repente tiraram férias?”, comentou o pesquisador da empresa, Eric Park, em um post no blog da empresa.
Ainda não se sabe quem são os controles da botnet Rustock.

(Ellen Messmer)

Nenhum comentário:

Postar um comentário