Pular para o conteúdo principal

Irã cria departamento da polícia para controlar Internet

A polícia iraniana criou um departamento especial para lutar contra "crimes cibernéticos", com o objetivo de restringir e apertar o controlo do acesso à Internet no país, anunciaram as autoridades iranianas.
O novo serviço foi apresentado pelo comandante-chefe da polícia iraniana, general Esmail Ahmadi Moqaddam, que divulgou que a primeira unidade do departamento já está a funcionar em Teerã.
O responsável acrescentou que o serviço estará a funcionar em todo o território até ao final do atual ano persa, que termina a 20 de março.
A "ciberpolícia" irá lutar contra todos os grupos dissidentes e anti-revolucionários que, segundo as autoridades iranianas, foram os responsáveis pela onda de contestação contra a reeleição do Presidente iraniano, Mahmud Ahmadinejad, em 2009, explicou o mesmo responsável.
Moqaddam, citado pela imprensa estatal, referiu que estes grupos aproveitam as redes sociais para contactar com organizações estrangeiras, conspirar e preparar ações de espionagem.
"Através destas redes sociais, os antirrevolucionários e os dissidentes encontraram-se, contactaram com estrangeiros e desencadearam os distúrbios", acrescentou o comandante-chefe da polícia.
Durante os protestos, que foram reprimidos com violência pelas forças de segurança iranianas, morreram cerca de 30 pessoas, segundo as autoridades, e mais de 70, de acordo com a oposição.
Nesse período, o regime de Teerão bloqueou o acesso às redes sociais e às páginas on-line relacionadas com a oposição e reduziu a velocidade das ligações para impedir os "download" de documentos.
Diário Digital / Lusa

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Palavra de Especialista com Delegado Higor Jorge

Hoje, às 19:00, no programa de estreia "Palavra de Especialista", o diretor da ADPESP Rodrigo Lacordia recebe o delegado de Polícia, professor e palestrante Dr. Higor Vinícius Nogueira Jorge para um bate-papo sobre crimes cibernéticos, além de dicas e informações sobre direito e tecnologia. Assistam a entrevista em: https://youtu.be/p9FF98siWvg e também no Spotify.

Obra com comentários sobre mais de 70 leis criminais tem valor promocional para associados ADPESP - Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo

  A editora Juspodivm lançou a obra “Legislação Criminal Especial Comentada” elaborada por 24 delegados de polícia de todo o país, sendo 14 do estado de São Paulo. A coordenação é dos delegados Higor Vinicius Nogueira Jorge, de São Paulo, Joaquim Leitão Júnior, de Mato Grosso e William Garcez, do Rio Grande do Sul. O livro oferece comentários doutrinários e jurisprudenciais de forma objetiva, sobre mais de 70 leis criminais. Associados ADPESP podem comprar o lançamento com valor especial,  direto no site da editora Juspodivm. O cupom é válido até as 23:59 do dia 21 de maio . Para aproveitar o desconto, utilize o cupom ADPESP. A obra tem chamado a atenção do meio jurídico, sendo escrita pelos seguintes delegados e delegadas de polícia: – Antônio Flávio Rocha Freire – Bruno Fontenele Cabral – Everson Aparecido Contelli – Gabriela Madrid Aquino – Higor Vinicius Nogueira Jorge – Jakelline Costa Barros dos Santos – Joaquim Leitão Júnior – João Paulo Firpo Fontes – Joerberth Pinto Nunes – Kl

Lançamento de livros coordenados por Higor Jorge em São Paulo - Matéria do site da ADPESP

O restaurante da sede será palco do lançamento de três obras: “Manual de Educação Digital, cibercidadania e prevenção de crimes cibernéticos”, “Direito Penal sob a perspectiva da investigação criminal tecnológica”, do delegado Higor Jorge, e “Manual de investigação digital”, do delegado Guilherme Caselli. O evento acontece nesta quinta-feira, 12, de 12h às 15h, com a presença dos autores. Os associados ADPESP poderão adquirir as obras lançadas com valor promocional. Outros títulos Além das obras lançadas, também estarão disponíveis aos associados com valor promocional os livros “Manual de Interceptação Telefônica e Telemática”; “Fake News e Eleições – O Guia Definitivo”; “Enfrentamento da Corrupção e Investigação Criminal Tecnológica”; “Tratado de Investigação Criminal Tecnológica” e “Legislação Criminal Especial Comentada” . AUTORES: ANTÔNIO CARLOS CÂNDIDO ARAÚJO BRENO EDUARDO CAMPOS ALVES CAIO NOGUEIRA DOMINGUES DA FONSECA DÁRIO TACIANO DE FREITAS JÚNIOR DENIZE DOS SANTOS