Pular para o conteúdo principal

Marcela Temer e Crimes Eletrônicos

Por óbvio que se você assistiu à posse da nova Presidente do Brasil Dilma ou acessou a Internet no dia de hoje, foi fácil perceber que quem roubou a cena foi a esposa do novo Vice-Presidente da República (Michel Temer) chamada Marcela Tedeschi Temer.
Durante a cerimônia, verifiquei que ela estava em segundo lugar nos Trending Topics do Twitter, atrás somente de #possedilma, mas neste momento o assunto realmente é ela, já ocupando o primeiro lugar nos TTs do Brasil, jogando a Presidente Dilma para a segunda colocação.
Mas o nosso assunto aqui não é a beleza de Marcela Temer, mas tão somente o que o “povo” brasileiro já foi capaz de cometer de crimes eletrônicos em tão pouco tempo.
Inicialmente, logo durante a cerimônia, alguém já cometeu o crime previsto no artigo 307 “caput” do Código Penal, fazendo se passar por ela e com posts no Twitter que podem sem nenhuma sombra de dúvida vir a causar algum dano àquela pessoa.
Em breve pesquisa no Google, achei uma matéria com algumas fotos e uma matéria sobre ela no portal Terra. Ao passar os olhos pelos comentários, já percebemos alguns supostos crimes como:
- Injúria: Usuário cadastrado como “Doido” postou, às 20:20: verdadeira (v)(a)(g)(a)(b)(u)(n)(d)(a)
- Difamação: Usuário cadastrado como “Isa” postou, às 20:15: Coitada!!!!! Com um velho desse. Quer dizer, ela está se dando bem, afinal, casou por grana e fama.
- Calúnia: Contra Michel Temer e injúria contra ela de usuário cadastrado como “coitada” às 20:23: O dinheiro que ele surrupiou da gente comprou jatinho, apartamento em Paris, casa de luxo na praia, carrão importado e até essa PIS TO LEI RA.
Esses são apenas alguns exemplos, das centenas ou milhares já existentes, de como os usuários da Internet brasileira abusam da facilidade de acesso à informação e utilizam-se do falso anonimato da grande rede para, sem motivo algum, ofender a dignidade e a reputação de pessoas que não são do seu meio, cometendo crimes covardes e desnecessários.
É o que costumo chamar de “violência gratuita”, normalmente causada por sentimentos mesquinhos como a inveja, por exemplo. Fica aqui registrada a minha decepção com a população que cometeu, está cometendo e que continuará a cometer tais delitos em desfavor da esposa do Vice Presidente Michel Temer. Deixo registrado também o meu elogio à beleza e desenvoltura de Marcela Temer, que certamente será um dos assuntos mais falados em nosso país nos próximos dias.
A você leitor, eu peço uma coisa simples: vamos nos esforçar para fazermos uma Internet mais segura e respeitável.

http://www.rafaelcorrea.com.br/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Palavra de Especialista com Delegado Higor Jorge

Hoje, às 19:00, no programa de estreia "Palavra de Especialista", o diretor da ADPESP Rodrigo Lacordia recebe o delegado de Polícia, professor e palestrante Dr. Higor Vinícius Nogueira Jorge para um bate-papo sobre crimes cibernéticos, além de dicas e informações sobre direito e tecnologia. Assistam a entrevista em: https://youtu.be/p9FF98siWvg e também no Spotify.

Obra com comentários sobre mais de 70 leis criminais tem valor promocional para associados ADPESP - Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo

  A editora Juspodivm lançou a obra “Legislação Criminal Especial Comentada” elaborada por 24 delegados de polícia de todo o país, sendo 14 do estado de São Paulo. A coordenação é dos delegados Higor Vinicius Nogueira Jorge, de São Paulo, Joaquim Leitão Júnior, de Mato Grosso e William Garcez, do Rio Grande do Sul. O livro oferece comentários doutrinários e jurisprudenciais de forma objetiva, sobre mais de 70 leis criminais. Associados ADPESP podem comprar o lançamento com valor especial,  direto no site da editora Juspodivm. O cupom é válido até as 23:59 do dia 21 de maio . Para aproveitar o desconto, utilize o cupom ADPESP. A obra tem chamado a atenção do meio jurídico, sendo escrita pelos seguintes delegados e delegadas de polícia: – Antônio Flávio Rocha Freire – Bruno Fontenele Cabral – Everson Aparecido Contelli – Gabriela Madrid Aquino – Higor Vinicius Nogueira Jorge – Jakelline Costa Barros dos Santos – Joaquim Leitão Júnior – João Paulo Firpo Fontes – Joerberth Pinto Nunes – Kl

Publicado o livro “Direito Penal sob a perspectiva da investigação criminal tecnológica”

POR QUE COMPRAR O LIVRO: DIREITO PENAL SOB A PERSPECTIVA DA INVESTIGAÇÃO CRIMINAL TECNOLÓGICA? O mundo fenomênico sofre, constantemente, influência da tecnologia em sua evolução e no seu aperfeiçoamento. Logo, esse fenômeno repercute, também, no âmbito criminal, visto que os delitos atuais contam com um componente que evolui a cada minuto, qual seja, o tecnológico (informático, inclusive). Assim, os conceitos de vestígio e o de corpo de delito ampliaram-se. Tal fato exige dos investigadores preparação e atualização constantes, visto que o criminoso, no atual estágio, pode voltar ao local do crime até mesmo virtualmente para prejudicar a obtenção de sinais que, em geral, não são mais observáveis de plano ou percebidos materialmente, no sentido tradicional. Trata-se de um desafio e a forma de enfrentá-lo tem na capacitação o suporte necessário. Para tanto, a presente obra, coordenada pelo jovem e competente Delegado de Polícia Higor Vinicius Nogueira Jorge, viabiliza a obte