Pular para o conteúdo principal

Trojan brasileiro impede que usuário atualize o antivírus

Por Renato Rodrigues, do IDG Now!

Publicada em 28 de janeiro de 2011 às 19h04

Malware também redireciona o internauta para páginas falsas de bancos, mesmo que a URL digitada seja a correta.

Um novo trojan criado no Brasil tenta bloquear o acesso do navegador a sites de companhias antivirus e redireciona o internauta para páginas falsas de bancos, mesmo que ele digite a URL correta. Além disso, o código foi escrito para impedir que antivirus já instalado no PC baixe atualizações.
O vírus, descoberto por Fabio Assolini, analista de malware da Kaspersky Lab no Brasil, utiliza uma técnica chamada de Man in the Browser (MitB). "Esse tipo de infecção funciona alterando a chave “AutoConfigURL” no registro do Windows, fazendo que os navegadores de seu PC usem a URL como proxy (intermediário) em sua conexão web", diz.
Se o usuário infectado tentar acessar um site para baixar algum antivirus, verá a seguinte mensagem: “Serviço indisponível temporariamente, tente mais tarde...”
O código traz uma lista de servidores usados pelas companhias antivirus para distribuir atualizações para seus usuários. "O intuito é claro: tentar impedir o antivirus instalado de baixar atualizações e assim detectar a praga ativa e removê-la", explica o analista.
A praga também altera as configurações do Firefox e registra um arquivo na inicialização. Esse arquivo atualiza o proxy malicioso no sistema, caso o mesmo seja removido pelos serviços de hospedagem. "Assim, o criminoso tenta garantir que a vitima fique infectada o maior tempo possivel", afirma.

Extraído do site: http://idgnow.uol.com.br/seguranca/2011/01/28/trojan-brasileiro-impede-que-usuario-atualize-o-antivirus/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Primeiro episódio da "Conversa com Autores" com o delegado Wagner Carrasco

  Nesta segunda-feira teve início uma série de lives denominada "Conversa com Autores". O primeiro coautor a participar foi delegado Wagner Martins Carrasco de Oliveira @delegadowagnercarrasco que abordou os mesmos temas apresentados no capítulo que escreveu para o Tratado de Investigação Criminal Tecnológica, especialmente abordou os crimes de pirataria e a operação 404. Wagner Martins Carrasco de Oliveira é Delegado da Polícia Civil do Estado de São Paulo, em exercício na 1ª Delegacia da Divisão de Investigações Gerais (DIG) do Departamento de Investigações Criminais (DEIC). Graduado em Direito. Especialista Ciências Penais. Mestre em Adolescentes em Conflito com a Lei.

Obra com comentários sobre mais de 70 leis criminais tem valor promocional para associados ADPESP - Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo

  A editora Juspodivm lançou a obra “Legislação Criminal Especial Comentada” elaborada por 24 delegados de polícia de todo o país, sendo 14 do estado de São Paulo. A coordenação é dos delegados Higor Vinicius Nogueira Jorge, de São Paulo, Joaquim Leitão Júnior, de Mato Grosso e William Garcez, do Rio Grande do Sul. O livro oferece comentários doutrinários e jurisprudenciais de forma objetiva, sobre mais de 70 leis criminais. Associados ADPESP podem comprar o lançamento com valor especial,  direto no site da editora Juspodivm. O cupom é válido até as 23:59 do dia 21 de maio . Para aproveitar o desconto, utilize o cupom ADPESP. A obra tem chamado a atenção do meio jurídico, sendo escrita pelos seguintes delegados e delegadas de polícia: – Antônio Flávio Rocha Freire – Bruno Fontenele Cabral – Everson Aparecido Contelli – Gabriela Madrid Aquino – Higor Vinicius Nogueira Jorge – Jakelline Costa Barros dos Santos – Joaquim Leitão Júnior – João Paulo Firpo Fontes – Joerberth Pinto Nunes – Kl