quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Com apagão, preconceito contra nordestinos volta a surgir na web

Diversas pessoas estão postando mensagens contra nordestinos - que respondem com mais ofensas. Ministério Público investiga caso

Renata Baptista, iG Pernambuco | 04/02/2011 19:04
 
O apagão que atingiu oito estados do Nordeste na madrugada desta sexta-feira ficou entre os tópicos mais comentados do Twitter, hoje pela manhã, e tem provocado polêmica devido a alguns comentários preconceituosos de usuários da rede.
Um usuário identificado apenas como @oseparatista, do Rio Grande do Sul, postou o seguinte comentário: "Apagão no Nordeste? Aproveita e some! Vai pedir Bolsa-energia agora, é só o que falta".
Outras frases, como: "Apagão no Nordeste, e tinha energia lá?" e "Por mim o Nordeste poderia ficar sem luz sempre, não fazem nada mesmo" foram postadas e retransmitidas durante todo o dia.
E o debate chegou à seara política, quando @caiquehugo postou que "apagão é só pra quem elegeu a Dilma como presidente, Nordeste de m...".
Os comentários provocaram discussões acaloradas na rede e troca de ofensas. Alguns usuários postaram comentários chamando atenção do Ministério Público a posts considerados ofensivos. Além disso, alguns usuários estão respondendo às ofensas com mais ofensas. Alguns deles, do Nordeste, dizem que energia no Nordeste voltou, mas as casas destruídas pelas enchentes no Sudeste, que mataram milhares de pessoas, não vão voltar.
De acordo com o procurador de Justiça José Lopes de Oliveira Júnior, responsável pelo centro operacional de crimes tributários e cibernéticos do Ministério Público de Pernambuco, as pessoas que se sentirem ofendidas com comentários postados na rede podem buscar orientações de como denunciar os seus responsáveis com a ONG Safernet Brasil. Em alguns casos, deu resultado.
A estudante paulista Mayara Petruso está sendo processada por conta de preconceito contra nordestinos. Depois das eleições, por conta da vitória expressiva de Dilma Rousseff no Nordeste, ela escreveu: "Nordestisto não é gente. Faça um favor a SP: mate um nordestino afogado”.
Para Oliveira Júnior, a legislação para crimes cibernéticos no País ainda tem muito a evoluir. Segundo ele, a Polícia Federal tem que investigar seriamente o preconceito na rede, que muitas vezes leva a grupos organizados que podem provocar ações perigosas.

Extraído do site: http://ultimosegundo.ig.com.br/apagaonordeste/com+apagao+preconceito+contra+nordestinos+volta+a+surgir+na+web/n1237985727591.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário