Pular para o conteúdo principal

Crimes Cibernéticos e Toque de Acolher nas aulas inaugurais do curso de direito da FUNEC

O delegado de policia Higor Jorge, especialista na investigação de crimes cibernéticos, fará uma palestra na FUNEC de Santa Fé do Sul nesta quinta-feira (3), para tratar do tema: “crimes cibernéticos, investigação criminal e segurança da informação”.
A palestra tem a finalidade de apresentar informações sobre as principais modalidades criminosas praticadas por intermédio da alta tecnologia, em especial da internet.
Na ocasião o delegado Higor Jorge falará sobre as principais ameaças on line, bem como alguns casos de crimes praticados por meios eletrônicos que a Polícia Civil esclareceu.
Outro tópico da palestra será a segurança da informação que consiste na aplicação de diversos procedimentos preventivos com a finalidade de tornar o acesso a rede mundial mais seguro, bem como evitar que o usuário seja vítima de cyberdelitos.
O delegado Higor Jorge, explicará passo a passo como se deve realizar uma compra segura e garantida desde a escolha certa de sites até o fornecimento de senhas e cartões de créditos.
Na sexta-feira, às 19:30 o juiz de direito da Vara da Infância de Fernandópolis, Dr. Evandro Pelarim proferirá a palestra “A aplicação do ECA diante da disseminação das drogas”.
Na ocasião o juiz Evandro Pelarin abordará a importância da mobilização dos setores da sociedade, como ocorrido na cidade de Fernandópolis a partir da implementação do Toque de Acolher e também da utilização do ECA para evitar que jovens se envolvam com drogas.
De acordo com a coordenadora do curso de direito da FUNEC, Ana Cláudia Rodrigues Muller, as palestras fazem parte do conjunto de atividades acadêmicas que foram organizadas com a finalidade de recepcionar os novos alunos do curso de direito da FUNEC e promover a constante atualização daqueles que estudam na instituição. Outra ação que estão realizando é o trote solidário em favor das vítimas das enchentes no Rio de Janeiro que consiste na arrecadação de uma lata de leite em pó para cada aluno que participe das palestras.


SERVIÇO:
DIA 03 DE FEVEREIRO DE 2011
Palestra: “Crimes cibernéticos, investigação criminal e segurança da informação”
Horário: 19:30h
Palestrante: Higor Vinicius Nogueira Jorge (Delegado de Polícia e especialista na investigação de crimes cibernéticos)
Local: Complexo Turístico, Cultural e Histórico Roberto Rollemberg
Realização: FUNEC de Santa Fé do Sul - Curso de Direito

DIA 04 DE FEVEREIRO DE 2011
Palestra: “A aplicação do ECA diante da disseminação das drogas”
Horário: 19:30h
Palestrante: Evandro Pelarin (Juiz de Direito e idealizador do Toque de Acolher e Toque Escolar no município de Fernandópolis)
Local: Complexo Turístico, Cultural e Histórico Roberto Rollemberg
Realização: FUNEC de Santa Fé do Sul - Curso de Direito

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 10 ameaças de segurança para 2011

Top 10 ameaças de segurança para 2011

 Dos dez principais ameaças de segurança para 2011, alguns deles até mesmo fazer o bem informado e técnicos mentes fracas nos joelhos. Já este ano, a ameaça número um foi identificado. Pela primeira vez na história da internet, os hackers podem comprar uma cópia registrada de um kit de Malware sofisticados para 99,00 dólares, mas mais sobre essa ameaça abaixo. Em nenhuma ordem particular, estes são os outros nove principais ameaças à segurança para 2011:
O Malware Toolkit: Este Kit Malware inclui todas as ferramentas necessárias para criar e atualizar o malware, bem como assumir o controle de um computador host, além de atualizações e-mail e suporte do produto. Por que isso é como a ameaça? Porque não são necessárias habilidades de codificação, os usuários simplesmente precisam dominar as opções do programa clicáveis e são apresentadas com uma web baseada em Linux exploit usando a mais recente tecnologia de botnets, pronto para implantar.
hacker…

Saiba como o Egito se desligou da web, e o que é feito para furar bloqueio

Internet foi criada para sobreviver a ataque nuclear, mas pode ser 'fechada'.
País tem rede pequena e provedores cooperaram com governo. Altieres RohrEspecial para o G1 Alguns telefonemas. É o que especialistas apostam ter sido suficiente para derrubar a internet no Egito. O país tem poucas das chamadas redes autônomas (AS, na sigla em inglês), que são as pequenas redes que, quando conectadas entre si, formam a internet. Existem ainda menos provedores internacionais que conectam o país. Desconectar o Egito, portanto, não foi difícil.
O Egito possui cerca de 3500 redes, mas apenas seis provedores internacionais.
Os quatro maiores provedores do Egito foram os primeiros a parar suas atividades após o pedido do governo. Os demais acabaram recebendo o tráfego extra, mas logo se viram sobrecarregados e também sob pressão até que o último provedor, Noor, foi desligado nesta segunda-feira (31). O Noor ligava companhias ocidentais à internet e também a bolsa de valores do país, que agora…

Lançamento da coleção "Investigação Criminal Tecnológica"

O delegado de polícia Higor Vinicius Nogueira Jorge lançou a coleção "Investigação Criminal Tecnológica", dividida em dois volumes.

O volume 1 aborda alguns procedimentos práticos de investigação criminal tecnológica, incluindo aspectos essenciais sobre infiltração virtual de agentes na rede mundial de computadores, informações sobre Uber, WhatsApp, Facebook, Twitter, Netflix, PayPal, Ebay, OLX, bem como ferramentas para investigação em fontes abertas e modelos de requisição, auto de materialização de evidências eletrônicas, representação de afastamento de sigilo eletrônico e relatório de investigação. 
O volume 2 oferece informações sintéticas sobre inteligência de Estado e Segurança Pública, incluindo informações sobre a história da inteligência no Brasil e no mundo, conceitos relacionados com Inteligência, Contrainteligência, Elemento Operacional, Doutrina Nacional de Inteligência de Segurança Pública, Metodologia da Produção do Conhecimento e Análise de Vínculos, técnic…