Pular para o conteúdo principal

FBI: Serviços na nuvem dificultam esforços de escuta

21 de fevereiro de 2011



Email web-based, redes sociais e serviços peer-to-peer (P2P) estão frustrando os esforços de escuta do FBI, disse Valeria Caproni, conselheira geral do FBI a congressistas estadunidenses na última quinta-feira (17/02), mas ela não deu ideias concretas para solucionar o problema.
Nos Estados Unidos, existe uma lei chamada Communications Assistance for Law Enforcement Act (CALEA) que requere que companhias de telecomunicação tradicionais permitam que policiais e investigadores tenham acesso em tempo real a comunicações após uma corte ter expedido um mandato de escuta. Muitos serviços de internet não estão abrangidas por esta lei. Entretanto, Caproni disse aos congressistas que não estava pedindo por uma expansão de poderes do CALEA, ou que as empresas de comunicações baseadas em internet colocassem uma “porta dos fundos” nos programas para que o governo acessasse, embora estivesse otimista que o governo poderia oferecer incentivos para as companhias desenvolverem “soluções de interceptação desenvolvidas em seus sistemas”.
Veja mais detalhes em FBI: Web-Based Services Hurting Wiretapping Efforts CIO.com.

 Extraído do site: http://www.seginfo.com.br/fbi-servicos-na-nuvem-dificultam-esforcos-de-escuta/?utm_source=feedburner&utm_medium=twitter&utm_campaign=Feed%3A+seginfo+%28Blog+SegInfo+-+Seguran%C3%A7a+da+Informa%C3%A7%C3%A3o+-+Tecnologia+-+Not%C3%ADcias%2C+Artigos+e+Novidades%29&utm_content=Twitter

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Primeiro episódio da "Conversa com Autores" com o delegado Wagner Carrasco

  Nesta segunda-feira teve início uma série de lives denominada "Conversa com Autores". O primeiro coautor a participar foi delegado Wagner Martins Carrasco de Oliveira @delegadowagnercarrasco que abordou os mesmos temas apresentados no capítulo que escreveu para o Tratado de Investigação Criminal Tecnológica, especialmente abordou os crimes de pirataria e a operação 404. Wagner Martins Carrasco de Oliveira é Delegado da Polícia Civil do Estado de São Paulo, em exercício na 1ª Delegacia da Divisão de Investigações Gerais (DIG) do Departamento de Investigações Criminais (DEIC). Graduado em Direito. Especialista Ciências Penais. Mestre em Adolescentes em Conflito com a Lei.

Obra com comentários sobre mais de 70 leis criminais tem valor promocional para associados ADPESP - Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo

  A editora Juspodivm lançou a obra “Legislação Criminal Especial Comentada” elaborada por 24 delegados de polícia de todo o país, sendo 14 do estado de São Paulo. A coordenação é dos delegados Higor Vinicius Nogueira Jorge, de São Paulo, Joaquim Leitão Júnior, de Mato Grosso e William Garcez, do Rio Grande do Sul. O livro oferece comentários doutrinários e jurisprudenciais de forma objetiva, sobre mais de 70 leis criminais. Associados ADPESP podem comprar o lançamento com valor especial,  direto no site da editora Juspodivm. O cupom é válido até as 23:59 do dia 21 de maio . Para aproveitar o desconto, utilize o cupom ADPESP. A obra tem chamado a atenção do meio jurídico, sendo escrita pelos seguintes delegados e delegadas de polícia: – Antônio Flávio Rocha Freire – Bruno Fontenele Cabral – Everson Aparecido Contelli – Gabriela Madrid Aquino – Higor Vinicius Nogueira Jorge – Jakelline Costa Barros dos Santos – Joaquim Leitão Júnior – João Paulo Firpo Fontes – Joerberth Pinto Nunes – Kl