segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Justiça condena alunos a pagarem indenização a professora

Tamanho da Fonte      Redação Mais Comunidade
17 alunos da faculdade de farmácia da Universidade de Brasília espalharam pelos corredores universidade e divulgaram na internet críticas contra quatro professores. Mônica Valero entrou com processo administrativo na universidade, o que rendeu aos estudantes apenas a exigência de um pedido de desculpas. Não satisfeita, a professora entrou com uma ação na Justiça e ganhou uma indenização de R$ 8,5 mil. A reportagem foi exibida no DFTV 2 edição.

“A gente tem direito de criticar, de mostrar o que não está gostando, dizer o que não está gostando, mas tem que saber como fazer isso”, opina Mônica.

Na semana passada, o Tribunal de Justiça determinou que um morador do Lago Sul pague R$ 8 mil a administração de um condomínio. Ele divulgou na internet mensagens consideradas ofensivas contra a diretoria, questionando os gastos e sugerindo a prática de crimes como apropriação indébita e desvio de recursos. Ele ainda pode recorrer da decisão.

No final de janeiro, uma internauta foi condenada a pagar ao tio R$700 por danos morais. Depois de uma briga familiar, ela teria postado em um site de relacionamento uma foto dele com um cifrão no rosto.

A Divisão de Repressão aos Crimes de Alta Tecnologia (Dicat) registrou em 2009 um aumento de 22% no número de ocorrências na comparação com o ano anterior. Só os casos contra a honra tiveram um acréscimo de 12% em um ano.

“A pessoa que se sinta prejudicada deve se munir de todos os elementos e levar à delegacia pra registro de ocorrência”, conta o delegado Silvio Cerqueira.

Para fazer uma denúncia, a polícia orienta mandar mensagem para o endereço dicat@pcdf.df.gov.br. A ocorrência policial ajuda a sustentar a ação na Justiça.

Extraído do site: http://www.maiscomunidade.com/conteudo/2008-05-19/brasilia/86671/JUSTICA-CONDENA-ALUNOS-A-PAGAREM-INDENIZACAO-A-PROFESSORA.pnhtml

Nenhum comentário:

Postar um comentário