Pular para o conteúdo principal

Cadastro de usuários em lan houses de todo o País para evitar crimes cibernéticos - O Estado do Paraná

Valéria Auada
Foi aprovada na noite desta quarta-feira (20) pela Câmara Federal, a emenda do deputado Sandro Alex (PPS/PR) que exige o cadastro de usuários com o nome e o número da carteira de identidade para a identificação em lan houses de todo o país. A emenda é aglutinativa ao projeto do governo federal que também foi aprovado pela Câmara Federal na noite de quarta-feira e permite às lan houses o acesso a financiamentos especiais para a compra de equipamentos e computadores, parcerias com o poder público e o desenvolvimento de projetos educacionais. Foi realizada também uma alteração no projeto que inibe e alerta o acesso de menores a conteúdos impróprios na internet. O projeto ainda será votado no Senado.
“Foi uma vitória ao combate aos crimes cibernéticos no Brasil”, reagiu Alex. O parlamentar está formando na Câmara Federal uma Frente Parlamentar de Combate aos Crimes Cibernéticos. Segundo o deputado, a maioria dos cibercrimes acontece em lan houses por causa do anonimato que ocasiona dificuldades na investigação da polícia. “Com a identificação, a polícia tem condição melhor de investigar quando alguém comete o cibercrime”, disse Alex. Ele ressalta que pela emenda de sua autoria aprovada pelo Congresso, o proprietário ou co-proprietário da lan house não serão co-responsabilizados pelos cibercrimes.
Paraná
No Paraná, o cadastro dos usuários de lan houses é obrigatório desde 2009 quando foi aprovado o projeto do deputado estadual Marcelo Rangel (PPS). Além do nome e do número da carteira de identidade, é obrigatório filmar o usuário das lan houses.
“Acho importante a aprovação da emenda (do deputado Sandro Alex), mas acho que deveria ser considerada a possibilidade da obrigatoriedade das imagens”, disse o delegado do Núcleo de Combate aos Cibercrimes (Nuciber), Demétrius Gonzaga de Oliveira. O Núcleo foi criado em 18 de novembro de 2005 e é considerado o primeiro do gênero do país.
Oliveira acha relevante também que se faça o acompanhamento de quem utiliza a rede wireless (rede sem fio). “Quem quiser cometer cibercrime não irá onde se exige a documentação”, observou Oliveira. O delegado já está em conversação com alguns parlamentares sobre a possibilidade de controle de utilização das redes wireless, inclusive dentro do serviço público.
O delegado sugere ainda que o Google disponibilize o IP (Internet Protocol Adress) da conexão com data, horário de criação das comunidades, perfis ou comentários dentro da comunidade Orkut.

Extraído do site: http://oestadopr.pron.com.br/cidades/noticias/14244/?noticia=cadastro-de-usuarios-em-lan-houses-de-todo-o-pais-para-evitar-crimes-ciberneticos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 10 ameaças de segurança para 2011

Top 10 ameaças de segurança para 2011  Dos dez principais ameaças de segurança para 2011, alguns deles até mesmo fazer o bem informado e técnicos mentes fracas nos joelhos. Já este ano, a ameaça número um foi identificado. Pela primeira vez na história da internet, os hackers podem comprar uma cópia registrada de um kit de Malware sofisticados para 99,00 dólares, mas mais sobre essa ameaça abaixo. Em nenhuma ordem particular, estes são os outros nove principais ameaças à segurança para 2011: O Malware Toolkit: Este Kit Malware inclui todas as ferramentas necessárias para criar e atualizar o malware, bem como assumir o controle de um computador host, além de atualizações e-mail e suporte do produto. Por que isso é como a ameaça? Porque não são necessárias habilidades de codificação, os usuários simplesmente precisam dominar as opções do programa clicáveis e são apresentadas com uma web baseada em Linux exploit usando a mais recente tecnologia de botnets, pronto para implantar. hacke

O perigo do ‘leilão de centavos’

Advogado especialista em segurança da informação denuncia as fraudes que levam internautas a perder dinheiro em sites Cristina Camargo Agência BOM DIA Atenção: ao não resistir à tentação e entrar em sites que promovem os “leilões de centavos”, você pode ser enganado e perder dinheiro . É o alerta do advogado José  Milagre, de Bauru, especializado em segurança da informação. “Em análise acerca da autenticidade de alguns sites, identificamos que, descaradamente e incrivelmente, os vencedores são sempre os mesmos – e estes usuários, na verdade, não existem”, escreveu no site Olhar Digital, em artigo que ganhou repercussão entre os internautas . Quem participa desses leilões compra créditos pré-pagos  para lançar à vontade nos produtos. Mas, segundo Milagre, grande parte desses endereços eletrônicos divulga informações falsas aos usuários. “Na verdade, [os sites] não estornam os créditos e alguns sequer permitem que os créditos sejam utilizados para a compra de outras mercadorias,

Polícia Federal cria ferramentas para combater a pornografia infantil

A Polícia Federal (PF) investe em tecnologias inovadoras no combate a pornografia infantil na Internet. Operações como Tapete Persa, Laio, Turko, e Carrossel I e II resultaram na prisão de diversos pedófilos nos últimos três anos. Uma das armas mais recentes nessa luta, o software NuDetective, desenvolvida por dois peritos do Mato Grosso do Sul, consegue identificar a presença de material com pornografia infantil em computador suspeito. A ferramenta foi apresentada na VII Conferência Internacional de Perícias em Crimes Cibernéticos (ICCyber 2010). O perito criminal federal e chefe do Serviço de Perícias em Informática da PF, Marcos Vinicius Lima, explica que o combate a pedofilia tem se intensificado com o aumento no número de prisões a cada ano: “somente na ultima ação prendemos mais de 20 suspeitos. Essas ferramentas deram efetividade ao trabalho da polícia”, afirmou. O NuDetective funciona por meio do reconhecimento automatizado de assinaturas de arquivos