Na ocasião o delegado explicou sobre a prática do bullyng, do cyberbullyng e as conseqüências criminais, psicológicas e sociais proporcionadas pela prática deste tipo de conduta. Segundo o delegado, comete bullyng aquele que pratica agressões físicas ou psicológicas de forma habitual, traumática e prejudicial às vítimas. O autor de cyberbullyng pratica o mesmo tipo de agressão, porém de forma eletrônica, ou seja, por intermédio de computadores ou outros recursos tecnológicos e que esse tipo de ofensa pode ser praticado das mais variadas formas e tem como característica a rápida disseminação pela rede, ou seja, em pouco tempo é disponibilizada em uma infinidade de sites e blogs.
Na palestra foram discutidas as principais modalidades de cyberbullyng, como o envio de e-mails ofensivos para a vítima ou conhecidos dela, envio de mensagens SMS via celulares, postagem de vídeos, publicação de ofensas em sites, blogs, redes sociais, fóruns de discussão, hotéis virtuais (haboo), mensageiros instantâneos, etc e a relação entre o autor deste tipo de conduta e a prática de crimes cibernéticos.
O delegado Higor Jorge é professor da Academia de Polícia do Estado de São Paulo, especialista na investigação de crimes cibernéticos e tem feito palestras sobre o tema em várias localidades.
Extraído do site: http://www.sistemamega.com/noticias/14722/Delegado_realiza_palestra_sobre_Cyberbullyng_e_Crimes_Cibern%C3%A9ticos.html