Pular para o conteúdo principal

Delegado Higor Jorge alerta sobre os riscos do FaceApp e outros aplicativos


De acordo com o delegado de polícia Higor Vinicius Nogueira Jorge, antes de instalar qualquer aplicativo, é necessário pesquisar sobre ele, considerando que existem aplicativos falsos que possuem o objetivo de obter ilicitamente informações das pessoas para praticar crimes contra elas.
Mesmo se o aplicativo for verdadeiro é importante ler seus Termos de Uso e também a Política de Privacidade, costume ainda muito incomum entro os usuários de tecnologia.
Para o delegado, as pessoas devem ter cuidado com o aplicativo FaceApp, em razão das informações que constam na Política de Privacidade do aplicativo, que pertence a uma empresa sediada na Rússia.
De acordo com a Política de Privacidade do aplicativo, diversas informações sobre seus usuários são coletadas durante sua utilização, inclusive, metadados das fotos, informações sobre geolocalização do usuário, além do endereçamento IP, informações sobre os seus registros de navegação e, caso redes sociais como o Facebook forem utilizadas para acessar o FaceApp, o aplicativo coleta informações sobre a referida rede social, incluindo, apelido no Facebook, nome e sobrenome, número de “amigos” na plataforma e até mesmo uma lista dos seus amigos ou conexões.
Higor Jorge considera que o FaceApp pode colocar em risco a privacidade dos seus usuários e, por isso, não recomenda a utilização do aplicativo.
Para que as pessoas compreendam melhor o que prevê a Política de Privacidade do aplicativo, o delegado sugere que acessem: https://www.faceapp.com/privacy-en.html

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 10 ameaças de segurança para 2011

Top 10 ameaças de segurança para 2011

 Dos dez principais ameaças de segurança para 2011, alguns deles até mesmo fazer o bem informado e técnicos mentes fracas nos joelhos. Já este ano, a ameaça número um foi identificado. Pela primeira vez na história da internet, os hackers podem comprar uma cópia registrada de um kit de Malware sofisticados para 99,00 dólares, mas mais sobre essa ameaça abaixo. Em nenhuma ordem particular, estes são os outros nove principais ameaças à segurança para 2011:
O Malware Toolkit: Este Kit Malware inclui todas as ferramentas necessárias para criar e atualizar o malware, bem como assumir o controle de um computador host, além de atualizações e-mail e suporte do produto. Por que isso é como a ameaça? Porque não são necessárias habilidades de codificação, os usuários simplesmente precisam dominar as opções do programa clicáveis e são apresentadas com uma web baseada em Linux exploit usando a mais recente tecnologia de botnets, pronto para implantar.
hacker…

Saiba como o Egito se desligou da web, e o que é feito para furar bloqueio

Internet foi criada para sobreviver a ataque nuclear, mas pode ser 'fechada'.
País tem rede pequena e provedores cooperaram com governo. Altieres RohrEspecial para o G1 Alguns telefonemas. É o que especialistas apostam ter sido suficiente para derrubar a internet no Egito. O país tem poucas das chamadas redes autônomas (AS, na sigla em inglês), que são as pequenas redes que, quando conectadas entre si, formam a internet. Existem ainda menos provedores internacionais que conectam o país. Desconectar o Egito, portanto, não foi difícil.
O Egito possui cerca de 3500 redes, mas apenas seis provedores internacionais.
Os quatro maiores provedores do Egito foram os primeiros a parar suas atividades após o pedido do governo. Os demais acabaram recebendo o tráfego extra, mas logo se viram sobrecarregados e também sob pressão até que o último provedor, Noor, foi desligado nesta segunda-feira (31). O Noor ligava companhias ocidentais à internet e também a bolsa de valores do país, que agora…

O perigo do ‘leilão de centavos’

Advogado especialista em segurança da informação denuncia as fraudes que levam internautas a perder dinheiro em sites Cristina Camargo

Agência BOM DIA

Atenção: ao não resistir à tentação e entrar em sites que promovem os “leilões de centavos”, você pode ser enganado e perder dinheiro. É o alerta do advogado José  Milagre, de Bauru, especializado em segurança da informação.
“Em análise acerca da autenticidade de alguns sites, identificamos que, descaradamente e incrivelmente, os vencedores são sempre os mesmos – e estes usuários, na verdade, não existem”, escreveu no site Olhar Digital, em artigo que ganhou repercussão entre os internautas.
Quem participa desses leilões compra créditos pré-pagos  para lançar à vontade nos produtos. Mas, segundo Milagre, grande parte desses endereços eletrônicos divulga informações falsas aos usuários. “Na verdade, [os sites] não estornam os créditos e alguns sequer permitem que os créditos sejam utilizados para a compra de outras mercadorias, o que fere…