Pular para o conteúdo principal

Justiça condena alunos a pagarem indenização a professora

Tamanho da Fonte      Redação Mais Comunidade
17 alunos da faculdade de farmácia da Universidade de Brasília espalharam pelos corredores universidade e divulgaram na internet críticas contra quatro professores. Mônica Valero entrou com processo administrativo na universidade, o que rendeu aos estudantes apenas a exigência de um pedido de desculpas. Não satisfeita, a professora entrou com uma ação na Justiça e ganhou uma indenização de R$ 8,5 mil. A reportagem foi exibida no DFTV 2 edição.

“A gente tem direito de criticar, de mostrar o que não está gostando, dizer o que não está gostando, mas tem que saber como fazer isso”, opina Mônica.

Na semana passada, o Tribunal de Justiça determinou que um morador do Lago Sul pague R$ 8 mil a administração de um condomínio. Ele divulgou na internet mensagens consideradas ofensivas contra a diretoria, questionando os gastos e sugerindo a prática de crimes como apropriação indébita e desvio de recursos. Ele ainda pode recorrer da decisão.

No final de janeiro, uma internauta foi condenada a pagar ao tio R$700 por danos morais. Depois de uma briga familiar, ela teria postado em um site de relacionamento uma foto dele com um cifrão no rosto.

A Divisão de Repressão aos Crimes de Alta Tecnologia (Dicat) registrou em 2009 um aumento de 22% no número de ocorrências na comparação com o ano anterior. Só os casos contra a honra tiveram um acréscimo de 12% em um ano.

“A pessoa que se sinta prejudicada deve se munir de todos os elementos e levar à delegacia pra registro de ocorrência”, conta o delegado Silvio Cerqueira.

Para fazer uma denúncia, a polícia orienta mandar mensagem para o endereço dicat@pcdf.df.gov.br. A ocorrência policial ajuda a sustentar a ação na Justiça.

Extraído do site: http://www.maiscomunidade.com/conteudo/2008-05-19/brasilia/86671/JUSTICA-CONDENA-ALUNOS-A-PAGAREM-INDENIZACAO-A-PROFESSORA.pnhtml

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Palavra de Especialista com Delegado Higor Jorge

Hoje, às 19:00, no programa de estreia "Palavra de Especialista", o diretor da ADPESP Rodrigo Lacordia recebe o delegado de Polícia, professor e palestrante Dr. Higor Vinícius Nogueira Jorge para um bate-papo sobre crimes cibernéticos, além de dicas e informações sobre direito e tecnologia. Assistam a entrevista em: https://youtu.be/p9FF98siWvg e também no Spotify.

Obra com comentários sobre mais de 70 leis criminais tem valor promocional para associados ADPESP - Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo

  A editora Juspodivm lançou a obra “Legislação Criminal Especial Comentada” elaborada por 24 delegados de polícia de todo o país, sendo 14 do estado de São Paulo. A coordenação é dos delegados Higor Vinicius Nogueira Jorge, de São Paulo, Joaquim Leitão Júnior, de Mato Grosso e William Garcez, do Rio Grande do Sul. O livro oferece comentários doutrinários e jurisprudenciais de forma objetiva, sobre mais de 70 leis criminais. Associados ADPESP podem comprar o lançamento com valor especial,  direto no site da editora Juspodivm. O cupom é válido até as 23:59 do dia 21 de maio . Para aproveitar o desconto, utilize o cupom ADPESP. A obra tem chamado a atenção do meio jurídico, sendo escrita pelos seguintes delegados e delegadas de polícia: – Antônio Flávio Rocha Freire – Bruno Fontenele Cabral – Everson Aparecido Contelli – Gabriela Madrid Aquino – Higor Vinicius Nogueira Jorge – Jakelline Costa Barros dos Santos – Joaquim Leitão Júnior – João Paulo Firpo Fontes – Joerberth Pinto Nunes – Kl

LEGISLAÇÃO CRIMINAL ESPECIAL COMENTADA | CARREIRAS POLICIAIS (2021)