Pular para o conteúdo principal

PF faz ação contra pornografia infantil na rede


Policia FederalNo dia internacional da internet segura, o Ministério Público Estadual lançou ontem uma pesquisa nas escolas para conhecer os sites por onde as crianças andam navegando, enquanto a Polícia Federal colocou na rua a operação de combate à pornografia infantil na rede. Foram dez lan houses fiscalizadas, sendo cinco em Belo Horizonte e as outras em Juiz de Fora.
As lan houses foram escolhidas aleatoriamente pelos agentes federais que estavam à procura de materiais pornográficos nos computadores. Nenhum mandado de prisão ou busca foi cumprido. Na ação da PF, os donos das casas foram orientados quanto à procedimentos de segurança para evitar que suas lojas sejam utilizadas para o crimes virtuais. A operação foi realizada em diversas capitais do Brasil e em outros 65 países.
Essa mobilização alerta para um crime silencioso, cada vez mais comum. Segundo dados da ONG SaferNnet Brasil, que recebe denúncias de pedofilia e outros crimes cibernéticos, por mês são 700 denúncias de abuso contra crianças na rede. Em Minas, a Polícia Federal instaurou 23 inquéritos em 2010 para apurar a atuação de grupos internacionais de pedofilia na Web.
Preocupada com esse tipo de crime cada vez mais crescente, a promotora Vanessa Fusco Nogueira Simões, coordenadora da Promotoria Estadual de Combate aos Crimes Cibernéticos, cobrou além da vigilância dos pais, o envolvimento das escolas. Na campanha lançada ontem, o MPE fará uma pesquisa nas escolas públicas e privadas do Estado com o objetivo de diagnosticar a existência de política de segurança na internet dessas escolas.
Entenda
A atividade faz parte do Dia Internacional da Internet Segura promovido pela organização Insafe que resgata a segurança na rede mundial de computadores. Além do Brasil, a campanha é realizada em mais de 65 países, com apresentação de palestras e distribuição de material de cunho preventivo, utilizando-se o slogan: “É mais do que um jogo, é a sua vida”.
Por Douglas Couto – Super Notícia
Foto: Divulgação Polícia Federal

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Palavra de Especialista com Delegado Higor Jorge

Hoje, às 19:00, no programa de estreia "Palavra de Especialista", o diretor da ADPESP Rodrigo Lacordia recebe o delegado de Polícia, professor e palestrante Dr. Higor Vinícius Nogueira Jorge para um bate-papo sobre crimes cibernéticos, além de dicas e informações sobre direito e tecnologia. Assistam a entrevista em: https://youtu.be/p9FF98siWvg e também no Spotify.

Obra com comentários sobre mais de 70 leis criminais tem valor promocional para associados ADPESP - Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo

  A editora Juspodivm lançou a obra “Legislação Criminal Especial Comentada” elaborada por 24 delegados de polícia de todo o país, sendo 14 do estado de São Paulo. A coordenação é dos delegados Higor Vinicius Nogueira Jorge, de São Paulo, Joaquim Leitão Júnior, de Mato Grosso e William Garcez, do Rio Grande do Sul. O livro oferece comentários doutrinários e jurisprudenciais de forma objetiva, sobre mais de 70 leis criminais. Associados ADPESP podem comprar o lançamento com valor especial,  direto no site da editora Juspodivm. O cupom é válido até as 23:59 do dia 21 de maio . Para aproveitar o desconto, utilize o cupom ADPESP. A obra tem chamado a atenção do meio jurídico, sendo escrita pelos seguintes delegados e delegadas de polícia: – Antônio Flávio Rocha Freire – Bruno Fontenele Cabral – Everson Aparecido Contelli – Gabriela Madrid Aquino – Higor Vinicius Nogueira Jorge – Jakelline Costa Barros dos Santos – Joaquim Leitão Júnior – João Paulo Firpo Fontes – Joerberth Pinto Nunes – Kl

LEGISLAÇÃO CRIMINAL ESPECIAL COMENTADA | CARREIRAS POLICIAIS (2021)